STREET DANCE

Iniciado nos Estado Unidos na década de 70, o Street Dance, nascido a partir da cultura Hip Hop, tem sofrido alterações e passado a fazer parte do conteúdo acadêmico.

Primeiramente com o intuito de levar aos guetos norte-americanos a paz entre as gangues e também como forma de diversão, o Street Dance vem ganhando cada vez mais campo, mídia e ultrapassando barreiras. Além de socializar, agora, funciona também, nas escolas de dança, como fonte de ensino.

A mistura de seus elementos é permitida, e vai variar de acordo com o professor ou coreógrafo.

Apesar de haver neste conjunto linhas corporais com particularidades bastante definidas, esta não é uma dança de características fechadas. Permite-se com isso a criação de novos movimentos, o que denuncia outras propriedades desta dança: a inovação e a liberdade de criação.

É uma dança prazerosa, de muita energia e ginga peculiar. Produz grandes ganhos no que concerne a coordenação – motora, capacidade cárdio- respiratória, memorização e agilidade. Não há limites para prática desta atividade, apenas adequação de acordo com nível de aprendizado e faixa etária.

Benefícios da prática do Street Dance

  • Coordenação motora
  • Flexibilidade
  • Musicalidade
  • Socialização
  • Desenvolvimento cultural do estilo
  • Memorização

AULA GRÁTIS

HORÁRIOS

A ESCOLA

DEPOIMENTOS

NOVIDADES

  •   TALENTO, DETERMINAÇÃO E DISCIPLINA, A MISTURA QUE SÓ PODE RESULTAR EM SUCESSO! A ex aluna Ana Letícia Godoy, iniciou ballet na Petite Danse aos 3 aninhos de idade! Desde pequena se destaca por ser extremamente disciplinada e determinada. Ela sempre soube que queria ser......

  • O Helio Lima, foi aluno da Petite Danse desde 9 anos de idade. Aos 16, participou do YAGP, um grande festival de dança em Nova Iorque. Lá, ele foi selecionado entre diversos candidatos e recebeu 3 bolsas de estudos, entre elas, para a Escola da......

  • Em 2017, conseguimos encaminhar mais um aluno para uma das maiores e mais completa escola de dança do mundo. Cobiçada por bailarinos do mundo inteiro, a Royal Ballet School é um sonho para poucos. Conseguir uma vaga lá dentro é mais difícil do que passar......

  • MÚSICA: Ferdinand Hérold ESTRÉIA: 1786 COREOGRAFIA ORIGINAL: Jean Dauberval. A versão atualmente mais conhecida é de Frederick Ashton, com a música de Hérold adaptada por John Lanchbery.         HISTÓRIA: É uma peça cômica, que fala sobre o desejo de uma viúva Simone......