RESULTADOS

A Escola Petite Danse, acredita no futuro que a dança pode proporcionar a jovens bailarinos. O trabalho voltado para a formação profissional de bailarinos, gerou resultados surpreendentes a nível internacional.

Alunos que iniciaram ainda crianças, na Escola Petite danse e no Projeto Social Dançar a Vida, atualmente são bailarinos contratados em grandes companhias de dança no Brasil e Exterior.

Daniel Deivison foi o primeiro bailarino oriundo do Escola Petite Danse a alcançar carreira profissional no Exterior. Em 2003, participou do Younth American Grand Prix, em Nova York, recebendo como prêmio, o convite para ingressar na Cia San Francisco Ballet, na Califórnia, EUA. Onde atualmente, trabalha como bailarino solista.

Veja abaixo, alunos que se formaram na Escola e atualmente:

Mayara Magri

Iniciou na Escola Petite Danse aos 8 anos de idade. Em 2010, foi eleita Melhor bailarina do 28º Festival de Dança de Joinville, vencedora do Grand Prix de Lausanne na Suíça e do Grand Prix de Nova York 2011.

Atualmente é Solista do Royal Ballet, em Londres – Inglaterra.

Daniel Deivison

Iniciou na Escola Petite Danse aos 9 anos de idade. Atualmente é Solista do San Francisco Ballet, na Califórnia – USA.

Letícias Dias

Iniciou na Escola Petite Danse aos 8 anos de idade. Aos 17, foi selecionada entre as 4 finalista do Grand Prix de Lausanne, recebendo uma bolsa de estudos para o Royal Ballet School.

Atualmente é bailarina da Cia Royal Ballet, na Inglaterra.

Diego Lima

Iniciou na Escola Petite Danse aos 9 anos de idade. Aos 22, recebeu o premio de melhor bailarino do Festival de Joinville.

Atualmente é bailarino do Theatro Municipal do Rio de Janeiro.

Marini Vianna

Iniciou na Escola Petite Danse aos 8 anos de idade. Aos 16, recebeu uma bolsa de estudos para a Escola Princess Grace, em Mônaco.

Atual bailarina da Opéra National de Bordeaux, na França.

Hélio Lima

Iniciou no projeto social aos 9 anos, atualmente é bailarino da Cia Ballet Arizona.

Ivan Sehnem Duarte

Eleito melhor bailarino do Festival de Joinville 2014, medalha de bronze no USAIBC – Internacional ballet competition e atual bailarino da Cia de Sarasota Ballet – USA

Karina Rodrigues

Atualmente é bailarina na Cia Stadttheater Baden, na Áustria.

Sandro Fernandes

Atual bailarino do Theatro Municipal do Rio de Janeiro.

Yitzhack Davi

Atual bailarino da Cia Europa Ballet (ÁUSTRIA)

Paulo Muniz

Atual bailarino do Theatro Municipal do Rio de Janeiro.

Karen Rangel

Atual bailarina do Grupo Corpo

Herick Moreira

Atual bailarino na Cia Oldenburgisches Staatstheater, em Oldenburg – Alemanha

Carol Costa

Atriz e bailarina, participou de grandes produções do teatro musical, como o Raia 30 – o musical, Cabaret, Gypsy e Mamma Mia.

Flaviano Mesquita

Atualmente é bailarino da cia Salzburger Landestheater, na Áustria.

Bianca Lopes

Atual bailarina da Cia Deborah Colcker, Brasil.

Luis Piva

Atriz e bailarino na Cia TPT Theater und Philharmonie Thüringen, em Gera – Alemanha.

Hiago Castro

Atualmente, bailarino da São Paulo Companhia de Dança, Brasil.

Ana Letícia Godoy

Iniciou ballet na Petite aos 3 anos de idade. Atualmente, aos 18, foi convidada a ingressar na Cia Ballet Arizona (USA).

Alysson Rocha

Atual Bailarino da Cia Dortmund (ALEMANHA)

Jonatas Soares

Atual bailarino Trainee da Cia Dutch National Ballet, na Holanda.

Alexandre Gomes

Atual bailarino da Cia Sarasota Ballet – USA.

Denilson Almeida

Iniciou Ballet na Petite aos 8 anos de idade. Participou de grandes festival como o Prix de Lausanne, onde foi finalista e recebeu uma bolsa de estudos para o Royal Ballet School.

DEPOIMENTOS

NOVIDADES

  • Todo bailarino quer aprender formas para saltar mais alto e mais bonito sempre. Porém, para isso, mais do que força, é necessário ter muita técnica. Por isso, confira as dicas para melhorar os saltos organizadas pela Petite Danse: Fonte: Petite Danse. 1. Fortaleça a musculatura: as......

  • O fouetté é um dos passos mais lindos do ballet e, possivelmente, um dos mais difíceis. Um sonho muito comum entre bailarinas e bailarinos é conseguir fazer 32 fouttés com perfeição. Esse é um passo giratório em que uma perna é jogada para o lado......

  • Essa é uma pergunta muito comum e que a resposta geralmente não agrada muito as pessoas. Simplesmente porque não há uma idade certa para começar o ballet. Quando as pessoas perguntam qual a melhor idade para iniciar o ballet, nem sempre levam em conta certos......

  • Fazer uma maquiagem para o palco não é fácil. Mas sempre que há uma apresentação as bailarinas se preparam de forma impecável… É muito importante que desde novas, cada bailarina, aprenda a se maquiar e preparar seu cabelo para as apresentações. Por isso, veja como......